sábado, dezembro 17, 2005

Ah que lindeza tamanha

- Vais muito rápido.
- Vou abaixo do limite máximo. Não te estresses mãezinha.
- Mas já saímos da Auto-Estrada.
- Sim, eu reparei... e o que disse mantém-se.
- Olha agora lembrei-me de uma coisa.
- O que foi?
- Na igreja lá da Moçarria, ainda a Titi Ana era viva, ela é que contava esta história... Bem, as senhoras decidiram vestir uma das imagens. Fizeram uma toga e um véu novos à virgem. Ao menino Jesus que lhe estava ao colo tricotaram-lhe umas botinhas.
- Oh. Coitadinhas...
- Era. Diziam que era para o menino Jesus não ter frio nos pézinhos. É ternurento mas de uma pobreza de espírito atroz.
- "Bem aventurados os pobres de espírito porque deles será o reino dos céus"
- Vá, vá, mais devagar.
(- Eu também te acho uma ternura imensa, às vezes...)

3 comentários:

Vilgateira disse...

O ar condescendente e superior deixa-me de rastos...
"Quem conta um conto...acrescenta-lhe um ponto!"Mae

COCOnaVENTOINHA disse...

Esta é uma edição ilegal e de ficção e o seu autor isenta-se de qualquer semelhança com factos, pessoas ou acontecimentos reais. Na certeza porém, de que a ficção supera sempre a realidade, prova pontos e mostra perspectivas.

Jornadas disse...

Adoro a tua mãe. Fazes o favor de lhe dizer que é parecida com a minha?

 
Free counter and web stats