quinta-feira, fevereiro 08, 2007

o obelisco


Repare-se na imponência deste touro sentado, deste toro anafado. Surge das entranhas da terra (ou similar) do dia para a noite e ali estático se assume como a figura maior, se não de todo o parque, pelo menos da avenida.
Se o Eduardo VII tem o seu próprio Cutileiro (apropriação que passou a designar tudo quanto seja fálico e em mármore rosa) porque não há-de o Das Nações ter uma grande ode ao esterco?

Espero que assim o Grande Lago de Lama (formerly known as Marina) tenha a sua existência ensombrada.

1 comentário:

jorgedneves disse...

monumental! Proponho classificação como imóvel de interesse público...para que ninguem o pise. A minha rua será um centro histórico classificado pela Unesco como património mundial

 
Free counter and web stats