segunda-feira, setembro 26, 2005

experimenta ir à segunda


Chegado ao torreão norte da cordoaria nacional, o único sinal na porta lia-se "Última entrada: 18h15". Dei dois toques no relógio do telemóvel como se fazia nos antigos de pulso. Um instinto que não se perde desde o tempo em que os ditos tinham corda. Um pouco como as televisões: quando há algo de errado com a imagem de uma, valemo-nos de umas porradinhas num sítio estratégico, que lá tendem a melhorar. Resolvida a situação, terminamos com uma exclamação satisfeita sobre o porvir tecnológico: "ah! 'tava a ver...".
Assim é também o costume dos serviços portugueses, cederem a eficácia global aos caprichos pessoais. Afinal o meu telemóvel funcionava perfeitamente e às 16h30 ainda não tinham sequer a porta aberta. Amaldiçoei logo ali as hospedeiras da experimentadesign pela sua hora de almoço estendida ou pelo encerramento prematuro. Segui para o CCB. De certeza que lá a exposição "catalysts!" ia estar a funcionar nos píncaros da simpatia e o ambiente controlado à centésima de grau.
Como era de prever, dei de novo com os burros na porta. Desta vez com um aviso bem mais esclarecedor: "De terça a domingo"... Foi neste momento que a consciência de self atingiu proporções cósmicas e me senti muito pequenino e patenteadamente absurdo. Como se toda a gente soubesse que a segunda-feira é o domingo da cultura.
Vou experimentar de novo amanhã, pode ser que à segunda seja de vez.

2 comentários:

Anónimo disse...

é meu amigo...há dias assim....mas...no a^mbito de uma "mostra" de curta duraçao?? nao fica mesmo bem o seu encerramento!

já bai disse...

À segunda não... à terça!!

 
Free counter and web stats